O motociclista teve morte instantânea (Foto: WhatsApp)

Após o fatídico acidente ocorrido no início da tarde de quinta-feira (20), feriado de Corpus Christi, na BR-230 (trecho no município de Itupiranga, distante 45 km de Marabá), onde duas pessoas vieram a óbito, a população cobra, de seus representantes, providências no sentido de atenuar os constantes sinistros no local.

De acordo com um morador do bairro Agrovila Marechal Castelo Branco, situado no trevo que dá acesso à sede da cidade, seu pai e ele – que residem no logradouro há cerca de três anos – já calcularam sete óbitos no perímetro. “Todas essas mortes estão registradas. Do quebra-molas ao viaduto, tem como um vereador, um deputado ou o prefeito fazer alguma coisa. Basta as autoridades quererem. São vidas que estão perecendo”, disse o popular.

Em áudios de um grupo de moradores do bairro obtidos pelo Portal Debate Carajás, os populares demonstram preocupação com o caso e pretendem bloquear a BR-230 no trecho que dá acesso a Itupiranga caso medidas de prevenção de acidentes, como construção de lombadas e sinalização, não sejam adotadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), por se tratar de rodovia federal, e intensificadas pela Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes Rodoviários de Itupiranga (AMTI), responsável pela fiscalização e engenharia de tráfego na cidade.

Membro do grupo de WhatsApp, o secretário municipal de Infraestrutura, Edílson Nascimento Santos, afirmou que, a partir de segunda-feira (24), os moradores podem esperar a construção de lombadas e sinalização vertical e horizontal na área. Ele disse também que, nas reuniões com os secretários, essa era uma proposta corrente que apresentava na mesa.

Vista da orla de Itupiranga (Foto: Prefeitura de Itupiranga)

Segundo a prefeitura, Itupiranga possui a melhor municipalização do trânsito de todo o Pará. “A AMTI alcançou a eficiência e hoje é referência como o melhor trânsito municipalizado do estado do Pará”, diz texto institucional veiculado no portal do Poder Executivo itupiranguense. A população espera, a partir da próxima semana, notar a efetividade do órgão.

Saiba mais

O novo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dentre muitas inovações, introduziu o conceito da municipalização do trânsito, que é a integração dos municípios ao Sistema Nacional de Trânsito (SNT). Na municipalização, as prefeituras tornam-se responsáveis pelo planejamento, projeto, operação, fiscalização e educação de trânsito, não apenas no perímetro urbano, mas também nas estradas municipais.