Momento do bate-boca na cavalgada

Um episódio pitoresco chegou aos celulares dos internautas da região na manhã deste sábado (6). Em frente ao Aeroporto de Marabá, na concentração da cavalgada que, por tradição, marca a abertura da maior feira agropecuária do Norte do Brasil — a Exposição Agropecuária de Marabá (Expoama), que está em sua 33ª edição —, o ambientalista Jorge Bichara Neto, que é membro do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam), médico e ex-candidato a prefeito, tentou interromper a saída das mais de 60 comitivas e cerca de 1.800 cavaleiros e amazonas do ponto de partida.

O médico Jorge Bichara

Irritado, Bichara, que teve 5.647 votos na última eleição para a prefeitura de Marabá pelo Partido Verde (PV), ficando em terceiro lugar no pleito, discutiu com os organizadores do evento por entender que as argolas, que servem de ornamento para os cavalos, estavam machucando os animais. Outra reclamação de Jorge era o horário da cavalgada. Para ele, o evento deveria acontecer ou no amanhecer ou no fim da tarde, quando o sol é menos intenso. Em um vídeo divulgado nas redes sociais (veja abaixo), é possível ver a presença da polícia no local.

O Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá lançou uma nota esclarecendo o ocorrido. Leia na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá vem a público esclarecer e lamentar as ações do Conselho Municipal de Meio Ambiente – COMMAM, durante a Cavalgada, realizada na manhã deste sábado, dia 6 de julho.

Os integrantes do COMMAM tentaram impedir a saída da Cavalgada, abordaram os participantes de forma ofensiva, desacatando os diretores do Sindicato com palavras desrespeitosa e tomaram objetos pertencentes as comitivas.

A diretoria do Sindicato Rural esclarece que divulga previamente entre os participantes as orientações necessárias sobre a proibição do uso de espora ou qualquer outro tipo de objeto que possa machucar os animais. E que esse tipo de proibição, sempre é respeitada pelos participantes.

O Sindicato Rural discorda veementemente da abordagem inadequada do COMAM, que usou veiculo automotor no meio dos animais, provocando uma condição de insegurança aos participantes. A ação do Conselho poderia causar acidentes graves.

O Sindicato dos Produtores Rurais reafirma seu compromisso de realizar um evento seguro, pautado no respeito aos participantes e aos animais e que possa levar conhecimento s e lazer a toda a população de Marabá e região.