"Zezinho" morava em Eldorado dos Carajás e fazia tratamento em Marabá

Internado no Hospital Municipal de Marabá (HMM) desde o último dia 8, faleceu, por volta de 6h de hoje (16), o adolescente José Natal Cirqueira Filho, conhecido no ambiente familiar como “Zezinho”. De acordo com a família, há dois meses e meio, a vítima foi conduzida para o HMM para colocação de uma sonda definitiva na barriga, pois ele estava utilizando uma sonda provisória no nariz. Ele foi baleado na porta de casa por dois pistoleiros em 15 de janeiro último, no bairro Independência, em Marabá.

No domingo (6), “Zezinho” apresentou um quadro de convulsão, seguida de vômitos, porém teve seu quadro clínico estabilizado pelos paramédicos. Na segunda feira (8), a vítima voltou a vomitar, foi levado para o Hospital Municipal e atendido pela equipe médica de plantão. Ainda de acordo com familiares, o médico pediu a transferência do paciente para o Hospital Regional, mas “Zezinho” não resistiu e faleceu.

Após ser baleado, “Zezinho” passou 6 meses em coma profundo

Ministério Público

Segundo os familiares, nem o Ministério Público conseguiu a transferência da vítima para o Hospital Regional. “Fizemos de tudo para salvar a vida de meu sobrinho, mas não conseguimos”, relatou emocionada uma tia de “Zezinho”. Em contato com a Redação do Portal Debate Carajás, membros da família denunciaram que desconfiam de negligência e erro médico durante a internação do parente e, a partir de amanhã (17), entrarão com uma ação no Ministério Público e com registro de um boletim de ocorrência na Polícia Civil para apurar a conduta dos profissionais de saúde.

Prisão dos acusados

A Polícia Civil de Marabá, durante a “Operação Hades”, ocorrida no dia 10 de junho, através da Divisão de Homicídios, prendeu os irmãos pistoleiros Daniel Miranda Barros e Domingos Miranda Barros, acusados de efetuar vários disparos de arma de fogo, na cabeça de José Filho, mas os suspeitos foram colocados em liberdade poucos dias depois da prisão e estão respondendo a acusação em liberdade. Agora, com a morte “Zezinho”, o juiz da 1ª Vara Criminal de Marabá deverá solicitar novamente a prisão dos acusados89.

A vítima era moradora da cidade de Eldorado dos Carajás e estava em Marabá, fazendo um tratamento médico, após sofrer um acidente de moto e quebrar a perna. O corpo está sendo velado no bairro Independência e será sepultado ainda hoje (16), às 16h, no Cemitério Jardim da Saudade, no bairro Nova Marabá.