Acusado de participar de grupo de milícias se entrega em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Um comerciante de Parauapebas se entregou à polícia e está preso na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil. Ele estava sendo procurado suspeito de integrar um grupo de milícias envolvido em crimes de sequestro, extorsão e associação criminosa. As informações são de O Liberal.

Erivaldo Mota Américo de Oliveira, de 31 anos, que estava com a prisão decretada desde o dia 14 de junho — quando foi feita a denúncia pelas vítimas —, se entregou na tarde da última segunda-feira (15), um mês depois. Além dele, o soldado Wanderson Menezes Ferreira e os cabos Ivanilson Sousa Oliveira e Raimundo Roberto Pacheco, todos lotados no 23º Batalhão de Polícia Militar, foram presos na última semana pelos mesmos crimes.

Em nota, a assessoria da PM disse o comando da unidade e a Corregedoria-Geral da instituição acompanharam o cumprimento do mandado de prisão e da prisão em flagrante delito.

“Os militares estão detidos no quartel do 23º BPM, onde aguardam a realização de Audiência de Custódia. Após a audiência, eles poderão ser transferidos para o Centro de Recuperação Especial Coronel Anastácio das Neves (Crecan), unidade da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), ou responder ao processo em liberdade”, disse a nota da PM.

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!