O vigilante, Gildevan da
Conceição Cardoso
, confirmou ser o autor do homicídio de Luzia
Marques Lima, 63 anos, ocorrido na noite do último sábado, 22, no bairro Nova
Marabá, na cidade de Marabá, na região de Carajás, estado do Pará.
 
“Neguinho Vigilante” se entregou no plantão
da Polícia Civil, nesta quarta-feira, 26, após a Polícia Militar tomar
conhecimento do fato e solicitar que ele comparecesse junto a autoridade
policial para prestar esclarecimentos. O réu confesso não ofereceu resistência
e se apresentou na Delegacia de Polícia, onde detalhou o crime.
 

De acordo com o delegado Enio Walcácer de Oliveira Filho, Gildevan tem
colaborado com os procedimentos e chegou a solicitar que fique preso em
Araguatins por conta de estar mais perto da família.
O corpo de Luzia Marques Lima, foi encontrado na terça-feira (25), em
estado de decomposição, trata-se de mais um crime de feminicídio, ocorrido em
Marabá.
O homicida mantinha um envolvendo amoroso com Luzia Lima. Os vizinhos de
Luzia, na Folha 28, Nova Marabá, sentiram um forte odor, vindo do interior da
residência, como não viam a vítima, há 2 dias, uma pessoa entrou no imóvel pela
porta dos fundos e encontrou a dona da casa caída no quarto, com a porta
trancada pelo lado de fora. Acredita-se que ela tenha sido morta na noite de
sábado (22), quando Gildevan foi visto caminhando no bairro com uma mochila
preta nas costas.