Manoel Filho e seus advogados de defesa

Uma ação da Polícia Civil, no dia 24/9/2018, prendeu Manoel Pereira da Silva Filho, acusado de matar Francielton Lira Rocha, de 29 anos, no dia 16/1/2018, por volta de 16h40, no bairro São Félix I, dentro da própria residência da vítima. No dia 23/6/2018, Manoel Silva foi acusado de assassinar, a tiros, o menor de 16 anos, Wanderson André Campos Dourado, na Rua Floriano Peixoto, por motivos passionais.

Nesta segunda-feira (9), no Fórum da Comarca de Marabá, os jurados absolveram Manoel Filho pela morte de Wanderson André Campos Dourado. Eles consideraram a inexistência de provas suficientes para condenar o réu. No entanto, o absolvido retornou para o Centro de Recuperação Penitenciária Mariano Antunes (Crama), porque será julgado pelo assassinato de Francielton Rocha, ocorrido na Rua da Caixa D’água, no bairro São Félix Pioneiro.

Os advogados Odilon Neto e Arnaldo Ramos atuaram na defesa de Manoel Filho

Na época, as investigações conduziram a Polícia Civil para a motivação passional entre os crimes. As duas vítimas tiveram um relacionamento amoroso com a ex-esposa do suspeito. O júri foi presidido pelo juiz Alexandre Hiroshi Arakaki, da 3ª Vara Criminal de Marabá.

Pedro Souza