Marabá
26°C
Scattered clouds

Acusada de executar namorado a tiros ganha liberdade provisória

A promotoria de Justiça alegou que há necessidade de novas diligências, para que o órgão possa oferecer denúncia contra Raquel Silva Travassos
Na primeira foto, Matteo com Raquel Travassos na comemoração do aniversário dele; na segunda, Raquel — Foto: Reprodução/Facebook
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O juiz da 3ª Vara Criminal da Comarca de Santarém, oeste do Pará, Gabriel Veloso, concedeu liberdade provisória, nesta quarta-feira (14), à jovem Raquel Silva Travassos, de 21 anos, indiciada como autora dos tiros que mataram o namorado, Matteo Matos, de 25 anos, no dia 21 de junho deste ano. O benefício foi concedido em razão de falhas no inquérito policial.

A defesa de Raquel pediu a revogação da prisão preventiva da jovem na última terça-feira (13), que segundo a Justiça, seria negado. Mas, um dia antes, o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) alegou a necessidade de novas diligências, e pediu a devolução do inquérito à autoridade policial.

Durante o período em que estiver sendo beneficiada pela liberdade provisória, Raquel deverá atender a uma série de medidas cautelares. Em caso de descumprimento, haverá revogação do benefício e a imediata expedição de mandado de recaptura da suspeita.

O caso

De acordo com informações da polícia, após a última briga de Raquel e Matteo, a jovem teria retornado para a casa dos pais e, na manhã do dia 21 de junho, saiu dizendo que ia procurar emprego. Raquel teria saído, porém, com a arma do pai, um policial militar da reserva.

Ela voltou ao apartamento onde Matteo morava e disparou, segundo a polícia, contra o rapaz atingindo a cabeça, o maxilar e uma das mãos. Os vizinhos ouviram os tiros da pistola ponto 40 e correram para o local. A princípio, Raquel disse que Matteo tinha se suicidado, depois teria admitido que atirou nele.

A Polícia Militar foi acionada e ao chegar ao local encontrou Raquel, que foi conduzida a 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil e, depois de passar por exame de corpo de delito, foi encaminhada, ainda no dia 21 de junho, à triagem feminina do Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura, em Santarém. (O Liberal)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!